“A Campo em Flor é fruto do nosso amor por flores”


“A Campo em Flor é fruto do nosso amor por flores”

A década de 90 marca o início daquela que seria uma bela história de amor e de geração em torno das flores. Com localização em Braga, a Campo em Flor é um negócio familiar pioneiro, que rompeu “um preconceito” e vingou no setor. Fomos até Braga falar com Rosa Ferreira, responsável pela Campo em Flor, que nos guia por entre alguns dos momentos que marcam a história desta Casa.

O ano de 1991 marca o início da Campo em Flor. Que significado tem chegar aos 30 anos de Casa e de história?

Significa concretização. Chegar a este número tão bonito mostra-nos que com amor pelo que fazemos, dedicação e muito trabalho é possível. É possível mantermos os nossos sonhos vivos. 30 anos é, sem dúvida, um marco muito importante e que nos enche de orgulho. Em 1991 quando começamos a dar os primeiros passos não imaginávamos de todo que 30 anos depois estaríamos a festejar tantos anos de história.

Qual é a história da Campo em Flor? 

Há 26 anos atrás para comprar flores para qualquer que fosse a ocasião, os únicos locais onde eram vendidas era em agências funerárias. Não importava se estávamos a falar de uma coroa de flores para um funeral ou para oferecer num aniversário ou nascimento, este era o único local onde havia flores disponíveis e isto acabou por nos parecer uma oportunidade de negócio com potencial. Era algo que já existia noutras cidades, aqui e em todo o mundo, então por que não em Braga também? A Campo em Flor é fruto, então, do nosso amor por flores e pelo surgir de uma oportunidade de negócio em que resolvemos arriscar e que, felizmente, deu certo. Percebemos, depois, que como nem sempre, com a correria do dia a dia, as pessoas eram capazes de se deslocar até à nossa loja para comprarem os nossos produtos era necessário inovar e fizemo-lo, mais uma vez, começando a levar as nossas flores até aos nossos clientes, através de um serviço de entregas ao domicílio.

Subscreva a Revista do Florista e leia esta e outras entrevistas e reportagens na íntegra.

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

um + oito =

×