“A nossa plataforma permite que as floristas dediquem menos tempo à logística e mais tempo ao negócio”


“A nossa plataforma permite que as floristas dediquem menos tempo à logística e mais tempo ao negócio”

A Shopopop é uma plataforma tecnológica de entregas colaborativas, cuja missão é “tornar as entregas ao domicílio mais flexíveis, económicas e sustentáveis”. Com serviços de entrega em vários setores, com especial destaque para o setor floral, a Shopopop tem vindo a conquistar vários clientes. Conversamos com João Pinto, flower delivery specialist da Shopopop, para conhecer melhor esta plataforma, saber como funciona e quais as vantagens para os floristas na aposta deste serviço.

O que é e como nasceu a Shopopop?

A Shopopop é a primeira plataforma de entregas colaborativas (crowdsourced delivery) em Portugal e líder na Europa. O modelo nasceu em França, em 2015, inspirado por um sistema local de entregas de caixas de almoço ao domicílio (Dabbawallahs) em Bombaim, na Índia. Um dos cofundadores da empresa, Antoine Cheul, tomou conhecimento deste modelo de negócio enquanto trabalhava na cidade, e apercebeu-se de que era possível levar refeições em simultâneo a milhares de cidadãos – e que, para toda a cidade, este sistema era símbolo de dedicação e honestidade. Assim, e de volta a França, perguntou-se como é que poderia transportar este modelo para o seu país, de forma a resolver um dos maiores desafios do setor da grande distribuição alimentar – o de fazer múltiplas entregas em simultâneo. Conjuntamente, o crescimento da economia colaborativa (um modelo de negócios que se baseia na partilha de bens e serviços, ao invés da aquisição) trouxe a solução que permitiria então a realização de um número virtualmente infinito de entregas em cada janela horária. Quem faria as entregas seriam particulares, que aproveitariam os seus trajetos pela cidade para fazer entregas perto do seu trabalho, da sua residência, ou ao longo desses mesmos trajetos. Logo, não só não haveria capacidade ilimitada (pois as deslocações durante o dia são extremamente numerosas) como as entregas seriam ainda mais sustentáveis, e contribuiriam também para a sociedade, ao permitir que os entregadores ganhassem uma pequena gratificação e que a entrega teria mais significado, por ser feita entre vizinhos. Com a pandemia da Covid-19 e o confinamento, provou-se o sucesso do modelo, uma vez que a Shopopop conseguiu responder a 100% ao aumento de volume de pedidos – e assim, surgiu o mote para iniciar operação noutros países da Europa.

Entrevista completa na Revista do Florista 3. Já adquiriu este exemplar?

Partilhe este artigo

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

5 × quatro =

×